segunda-feira, 20 de agosto de 2018

[Resenha] O Menino do Pijama Listrado - John Boyne


O livro o Menino do Pijama listrado, nos conta um pouco sobre a Segunda Guerra, e o que aconteceu com os judeus, porém, aos olhos de uma criança pura e ingênua, que via tudo com muita inocência – então é preciso ter uma certa noção sobre o que aconteceu entre 1939 e 1945 para saber o que está ocorrendo na história. Bruno é o personagem principal, ele mora em Berlim onde sua vida é perfeita para uma criança de nove anos, até que, por causa do trabalho de seu pai (comandante do campo de concentração em Auschwitz, o que Bruno não sabe, como também não sabe sobre a guerra que está acontecendo em seu país e sobre o holocausto) eles tem que se mudar para perto do campo, para facilitar o trabalho do pai. Em sua nova casa, Bruno não tem amigos, não tem ninguém que more perto, mas uma coisa lhe chama a atenção: várias pessoas de pijamas listrados depois de uma cerca ao longe, que consegue ver da janela de seu quarto. Ao perguntar para a irmã quem são eles, ela simplesmente responde “Judeus”, “E por que eles estão do lado de lá da cerca?”, “Porque nós não gostamos deles”, “E por que não gostamos deles?”, “Porque são judeus Bruno” [...].
 
Bruno começa a explorar ao redor da casa, até chegar na cerca e encontrar um garoto de pijama listrado, magro e triste – seu nome era Shmuel. E então uma amizade começa, e logo percebemos as coisas horríveis que eram feitas no campo, mas que para Bruno, não eram maldade, ele via tudo como “está faltando comida, por isso eles não comem muito”; “as casas são pequenas e poucas, por isso dormem todos muito juntos”. E no desenrolar da história ele e Shmuel vão ficando mais amigos, e tudo o que Bruno quer, é poder brincar do outro lado da cerca e ajudar a procurar o pai do amigo, que certo dia saiu para trabalhar e nunca mais voltou. E esse dia chega, Bruno consegue entrar no campo e ajuda Shmuel a procurar por seu pai, lá dentro ele se depara que tudo era diferente do que ele havia imaginado, guardas gritam com as pessoas e até batem nelas, as pessoas de “pijamas” são extremamente magras e tristes, não há muitas crianças por perto, e ele começa a ficar com medo e querer ir embora – mas o pior acontece. Enquanto a chuva forte caía, um apito alto soa, e várias pessoas começam a se aglomerar em volta de Shmuel e Bruno, e os forçam a ir em direção a um lugar fechado, para Bruno, era simplesmente para se proteger da chuva, mas esse local fechado, Bruno percebe, era uma câmara hermética – "era a hora do banho" . Nunca mais se ouviu falar de Bruno e Shmuel. Ambos com suas vidas acabadas em uma câmara de gás.
Os pais de Bruno nunca o acharam, nem o corpo, nem souberam o que realmente havia acontecido.
Páginas: 192.
Nota: 5 estrelas.

7 comentários:

  1. Pois parece que poderia acontecer
    e terá
    mas como vamos saber ?
    Fica o sabor
    deste Mundo Azul de Norte a Sul
    com muito amor...

    Boa Semana aos Mares do Sul
    terra dos Brasis
    e um grande xoxo à Aventureira
    dos calhaus velhos da Europa, hé hé hé hé -.`)
    ( Brinco )

    ResponderExcluir
  2. Esse livro é maravilhoso. Já li e amei!
    Ótima sugestão.
    Beijos.
    http://vinteedoisdemaio.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Amazing post, dear! A big hello from Germany!
    Hugs ♥
    LIANA LAURIE

    ResponderExcluir
  4. Vi o filme no cinema e foi lindo - o livro eu tenho faz um tempo mas ainda não li, fico com receio de chorar litros.

    Se quiser participar, estou sorteando um kit de acessórios lá no blog: http://www.cobaiaamiga.com/2018/08/sorteio-acessorios.html

    ResponderExcluir
  5. Eu amo essa história e odeio ao mesmo tempo, chorei muito quando assisti ao filme e ficava me perguntando como deixaram a chegar ao ponto de ficarem separando pessoas e subjugando-as
    beijos
    http://lolamantovani.blogspot.com

    ResponderExcluir