segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Orgulho

O frio predominava naquele cenário.
A lua estava escondida por uma nuvem e a garoa fina caía.
Os dois discutiam e o orgulho crescia.
Droga, por que ela tinha sempre que se apaixonar pelo cara de cabelo bagunçado e sorriso travesso?
Ambos respiraram fundo.
Ela se continha para não deixar as lágrimas caírem, não iria chorar ali.
Ele a beijou no rosto e se afastou.
Explosão.
Cada passo dele uma lágrima dela.
Ele não olhou para trás.
Ele não voltou para busca-la.
Não voltou para abraça-la.
O orgulho gosta de fazer isso com as pessoas.
E ela ficou observando ele ir embora por tal caminho,
Um caminho, que ela também deveria seguir.

Raphaela Barreto

2 comentários:

  1. _Cada passo dele uma lágrima dela...Um belo, intenso momento poético, a menina esteve iluminada, foi realmente no amago da inspiração, adorei, estou gostando muiiito de navegar na sua página, pra vc linda bjos, bjos e bjossssssssssss

    ResponderExcluir
  2. Explosão.
    Destroços de amor e lágrimas.

    Um beijo!

    ResponderExcluir