quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Resenha - A Noite Maldita, André Vianco



Em A Noite Maldita, André começa contando sobre diferentes pessoas e suas rotinas que viram de ponta cabeça ao longo do livro. Em uma noite aparentemente normal as pessoas ouvem um estrondo inexplicável no céu seguido de uma epidemia, várias pessoas começam a dormir involuntariamente e não há nada que as acorde, e como se não bastasse acontece a queda de qualquer meio de telecomunicações, não há celulares, telefones, TV’s ou rádios, tampouco internet. As rotinas então já começam a ser quebradas, os adormecidos são levados para o hospital fazendo com que haja uma superlotação. Na noite que se segue a esta, alguns dos adormecidos e muitas pessoas até então normais, acordam com dores muito fortes no abdômen, não suportam a presença de luz e tem sede, muita sede. Sede de sangue. Surge então o caos, as pessoas não conseguem se comunicar, sistemas bancários param, superlotação nos hospitais, incêndios em todos os lugares e a energia não tarda a acabar. Finalmente as histórias das diferentes pessoas vão se cruzando e então surgem dois personagens ilustres: Cássio e Raquel, que vão lutar até o fim para conseguir o que querem. De um lado humanos, do outro, vampiros.

O que eu achei: O autor escreve de uma forma que nos prende a leitura, e por tudo acontecer no Brasil faz com que pensemos que aquilo poderia mesmo acontecer e o que faríamos. André Vianco usa o português claro e nos faz perceber que a vida em um minuto pode virar de ponta cabeça, ou acabar de uma forma que você jamais imaginou. (cinco estrelas)

Nenhum comentário:

Postar um comentário