segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Nada se cria, tudo se copia.



“[...] – Os halos, como grande parte da simbologia Cristã, foram tirados da antiga religião egípcia baseada na adoração ao Sol. O cristianismo está cheio de manifestações de adoração ao Sol.
 - Desculpe [...], mas vou sempre à igreja e não costumo ver tanta adoração ao Sol assim!
 - É mesmo? O que você comemora no dia 25 de dezembro?
 - O Natal, O Nascimento de Jesus Cristo.
 - No entanto, de acordo com a Bíblia, Cristo nasceu em março. Por que então, se comemora a data no final de dezembro?
Silêncio.
 - O dia 25 de dezembro, meus amigos, é o dia da antiga festa pagã do sol invictus, o Sol Invicto, que coincidia com o solstício de inverno. É aquela maravilhosa fase do ano em que o sol retorna e os dias começas a ficar mais longos outra vez. [...] As religiões vitoriosas costumam adotas as festas já existentes parar tornar a conversão menos chocante. Chama-se a isto transmutação. Ajuda as pessoas a se acostumarem com a nova fé. Os devotos mantêm as mesmas datas santas, rezam nos mesmos locais sagrados, usam uma simbologia semelhante e apenas substituem o deus anterior por outro diferente.
A essa altura, a moça da frente estava furiosa.
 - O senhor está insinuando que o cristianismo não passa de uma espécie de adoração ao Sol em outra embalagem!
 - De jeito nenhum. O cristianismo não tomou elementos emprestados somente da adoração do Sol. O ritual da canonização cristã foi tirado do antigo rito de deificação de Euheremus. A prática de “comer Deus”, ou, a Santa Comunhão, foi copiada dos astecas. Até o conceito de Cristo morrer por nossos pecados pode-se dizer que não é exclusivamente cristão: o auto sacrifício de um rapaz para absolver os pecados de seu povo aparece nos registros das mais remotas tradições associadas a Quetzalcoatl. [...].
 - Espere ai – disse Hizrot – Existe uma coisa cristã que é original. A nossa imagem de Deus é original, não é?
 - Quando os primeiros cristãos convertidos abandonaram suas divindades anteriores, como os deus pagãos, os deus romanos, os deus gregos, o Sol, Mitra ou o que seja, eles perguntaram à igreja com quem se parecia o seu deus cristão. Sabiamente, a Igreja escolheu o mais temido, o mais poderoso e aquele cuja aparência era a mais conhecida que se tinha notícia.
 Hitzrot arriscou, cético:
 - Um velho com uma barba branca? [...]
 - Zeus não lhe parece familiar?”

Anjos e Demônios – Dan Brown
Ok, eu sei que parece um pouco pesado, mas pesquisem algumas palavras chaves e vão se surpreender com as respostas.

De forma nenhuma estou criticando o Cristianismo, pois também faço parte dele. Mas existem muitas coisas ainda que não entendemos, ou que não nos foram reveladas. 

terça-feira, 7 de novembro de 2017

Além das praias, o que fazer no Guarujá?

Se você é aquele tipo de pessoa que vai para a praia mais não quer ficar o dia todo sentado na areia tostando e passar a noite preso no apartamento ou hotel, então você é um dos meus. Por esse motivo depois da minha ida para o Guarujá no feriadão, escolhi alguns lugares legais para ir enquanto você estiver no Guarujá.

1. Aquário Guarujá:


Uma ótima opção de entretenimento e confesso que vale a pena ir. Fica bem na avenida da praia na Enseada (uma das minhas praias preferidas), a localização é ótima e ao lado ainda tem uma feirinha para conferir. 

2.  Casa de Pedra:




A casa de pedra é um hostel e restaurante. A entrada é no calçadão, mas a saída é na praia já com os pés na areia. Durante o dia a programação é normal como se fosse um quiosque a beira-mar, mas já no crepúsculo a música rola solta com covers. A programação de quando eu passei por lá era MPB às 18hrs e rock nacional com um pouco de pop às 21hrs. Uma das grandes vantagens do local é que o banheiro está sempre sendo limpo, e convenhamos, isso é bem importante quando estamos na praia. 

3. Tomadati

O Tomadati é uma rede de restaurantes que tem no Guarujá, e o meu preferido fica bem na praia de Tortuga. É uma ótima opção para comer durante o dia e os preços são melhores ainda se comparados com os outros locais. Há diversas porções e um yakissoba maravilhoso. A praia em frente ao restaurante também é uma delicia: livre de ondas. E vale ressaltar que eles servem tanto no restaurante quanto na areia. 

4. St John's Pub



O pub fica bem perto da praia (Enseada) e ainda é composto por um café no fundo. Fica aberto o dia todo e eles vendem cerveja artesanal e um chopp Heineken de dar água na boca. A noite ainda há covers para alegrar mais ainda a noite. 

Espero que tenham gostado das dicas e boa viagem!