sábado, 22 de abril de 2017

Power Rangers - O Filme


Oi pessoal! Assisti  Power Rangers - O Filme e vim aqui compartilhar com vocês o que achei do filme.
Se você ainda não assistiu fique tranquilo (a). Aqui não tem spoiler.

Sinopse: A jornada de cinco adolescentes que devem buscar algo extraordinário quando eles tomam consciência que a sua pequena cidade Angel Grove - e o mundo - estão à beira de sofrer um ataque alienígena. Escolhidos pelo destino, eles irão descobrir que são os únicos que poderão salvar o planeta. Mas para isso, eles devem superar seus problemas pessoais e juntarem sua forças como os Power Rangers, antes que seja tarde demais.
Dirigido por: Dean Israelite
Gênero: 
Ação, Aventura, Ficção Científica (2 h 04 min)
Classificação Indicativa: não recomendado para menores de 10 anos
Lançamento: 23 de março  
Distribuidora: Paris Filmes

Resenha | Opinião

O novo filme será uma reinvenção das origens dos personagens criados por Haim Saban. mostrará :A mitologia dos Rangers se estende em mais de 20 anos entre séries, filmes, games, etc., e acompanha um grupo de adolescentes que acabam ganhando poderes extraterrestres e se unem para salvar o mundo.
O filme também mostra os problemas comuns na adolescência : bullying, a perda de entes queridos , homossexualidade, rebeldia,  também há uma boa dose de dramas escolares.
Os jovens precisarem criar vínculos reais de amizade para conseguirem, de fato, assumirem o título de Rangers. Antes de se transformarem em heróis, eles precisam abandonar a insegurança.
Os efeitos especiais do filme não chamam atenção.
O que eu mais gostei no filme foram as músicas que compõe a trilha sonora.

Resenha da Bell, do blog Meus segredos.
Escolhi está postagem porque assisti o filme e gostei bastante.
Estou ansiosa para o próximo filme da série e uma dica, assistam depois dos créditos (adoro spoilers para os próximos filmes).
Obrigada por terem participado do aniversário do blog!

sábado, 8 de abril de 2017

Deixa eu voar mais, me arriscar mais, o céu é tão lindo, e tão grande



Sempre que sentava e tentava escrever algo, ficava olhando por um tempo o computador, e imaginando o que deveria escrever. Digitava frases, e apagava em seguida. Olhava pro lado, parava, continuava... Hoje, deixei de lado tudo, fixei meus olhos no teclado, e apenas escrevi.

Quando mais a gente deixa para depois algo, os dias passam e vamos deixando... deixando... deixando para depois. Há! eu tento depois, só mais um dia, e depois escrevo, ou digo isso, ou faço aquilo... ou tomo uma iniciativa com tal pessoa.

Eu empurrei tantas ações, tantas atitudes, que posso até ganhar um prêmio! Deixar para depois, não ir e falar - ir e fazer! Se jogue, menina, o que pode acontecer, é você aprender, caso não dê certo! Veja, eu, me espremendo como uma laranja para sair algumas palavras, palavras essas que tenho que me controlar para não exclui, linha por linha.

Mas, calma! Vamos continuar... Se pelo menos eu tocar alguém com essas palavras, já estou tranquila. Porém, o bacana é seguir em frente, e deixando as palavras saírem do coração, e indo em fila para algum lugar... Quando deixei de lado o medo de tentar, compreendi que errar de fato é o recuo, e que isso, eu preciso mudar. Deixa eu voar mais, me ariscar mais, o céu é tão lindo, e tão grande...

Texto da Pâmella, do blog Love in Red.
Adorei este cantinho e obrigada por ter participado!
Nota sobre o post: Eu sei como é isso, não vir uma palavra sequer para começar um texto, e depois ir deixando tudo para depois. Temos que nos jogar, sentir e viver, colocar tudo para fora mesmo e simplesmente agir.
Abraços!