quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Tecnologia


As pessoas buscas desesperadamente por algum tipo de afeto. No mundo em que vivemos todos vivem conectados 24h, mas se desconectam das coisas que estão ao redor. Afastam-se do calor humano, preferem mexer em um celular a conversar com alguém. Fecham-se e perdem-se em si próprios e não conseguem se achar, se alienam, ficam loucas e toda esta loucura alienada está parecendo lucidez. As pessoas não sabem mais conversar, não sabem ver que o mundo não está em tela com pixels. Se a tecnologia veio para ajudar-nos? Claro que veio, mas tem muita gente não sabendo usar. Tem muita gente esquecendo-se de viver a vida. E quando vem qualquer faísca de sentimento ou simplicidade tornam isso algo grande e intenso – sem necessidade, e depois se decepcionam. As pessoas estão acostumadas ao mundo dos pixels e a praticidade que se esquecem de que o mundo é muito mais que isso. A vida é uma só para darmos valores às coisas erradas e que se for para ter um vicio, que seja por algo de valor, por um sabor a mais na vida e algo que faça seu coração acelerar, não por um objeto qualquer e substituível.  
Raphaela Barreto

“Quando a tecnologia ultrapassar a interação humana, haverá uma geração de idiotas.” – Albert Einstein 

Nenhum comentário:

Postar um comentário