quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Aprendi...


Aprendi que se aprende errando; que crescer não significa fazer aniversário; que o silêncio é a melhor resposta quando se ouve uma bobagem; que trabalhar não significa ganhar dinheiro; que amigos a gente conquista mostrando o que somos; que os verdadeiros amigos sempre ficam com você até o fim; que a maldade pode se esconder atrás de uma linda face; que não se espera a felicidade chegar, mas se procura por ela; que quando penso saber de tudo, ainda não aprendi nada; que a natureza é das coisas mais belas do mundo; que amar significa se dar por inteiro; que um só dia pode ser mais importante que muitos anos; que se pode conversar com as estrelas; que se pode fazer confidências com a lua; que se pode viajar além do infinito; que ouvir uma palavra de carinho faz bem a saúde; que sonhar é preciso; que se deve ser criança a vida toda; que nossa alma é livre; que o que realmente importa é a paz interior;
Aprendi que se pode conhecer bem uma pessoa pela forma como ela lida com três coisas: um dia chuvoso, uma bagagem perdida e os fios das luzes de uma árvore de natal que se embaraçaram.
Aprendi que não importa o tipo de relacionamento que tenha com seus pais, você sentirá falta deles quando partirem.
Aprendi que saber ganhar a vida não é a mesma coisa que saber vivê-la.
Aprendi que a vida às vezes nos dá uma segunda chance.
Aprendi que viver não é só receber, é também dar.
Aprendi que se você procurar a felicidade, vai se iludir. Mas se focalizar a atenção na família, nos amigos, nas necessidades dos outros, no trabalho, procurando fazer o melhor, a felicidade vai encontrá-lo.
Aprendi que sempre que decido algo com o coração aberto, geralmente acerto.
Aprendi que quando sinto dores, não preciso ser uma dor para outros.
Aprendi que diariamente preciso alcançar e tocar alguém.
As pessoas gostam de um toque humano - segurar na mão, receber um abraço afetuoso ou simplesmente um tapinha amigável nas costas.
Aprendi que ainda tenho muito que aprender.
As pessoas se esquecerão do que você disse...
Esquecerão o que você fez... Mas nunca esquecerão de como você as tratou.
E finalmente aprendi que não se pode morrer para aprender a viver!
Shakespeare

Nenhum comentário:

Postar um comentário