segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Pesadelo

 Quero caminhar por uma estrada sem um rumo certo, pegar carona e ir para qualquer lugar. Só ter a certeza de que o sol vai nascer amanhã e deixar as dúvidas e as incertezas para lá. Só quero me importar com a terra aos meus pés, com o cheiro da grama recém-cortada e da chuva ao longe chegando. Quero sentir as coisas simples novamente, dar risada de velhas coisas, sentir sensações novas, passar horas jogando conversa fora. Quero olhar o sol se pondo em um cenário maravilhoso e ver a lua deslumbrante ir embora aos primeiros raios solares do dia. Quero viver sem tem medo de cair. Quero viver como se estivesse num sonho, mesmo sabendo que a qualquer momento tudo pode se tornar um pesadelo.

3 comentários:

  1. Sério, como você consegue escrever assim? Me diga! Cada dia que passo por aqui percebo o amadurecimento de seus textos, estão cada vez melhores, e eu achava que isso era dificil! Parabéns e se esse texto não for só fictício, espero que dias melhores venham logo!

    ResponderExcluir
  2. Olá

    Penso que a vida
    é este eterno
    arriscar
    entre o sonho
    e o pesadelo...

    Que em teu coração,
    a alegria faça morada...

    ResponderExcluir