segunda-feira, 22 de outubro de 2018

Velhos momentos

Ela viu,
Lembrou,
De quando era pequena
Sem muitos problemas
E só queria brincar.
Lembrou das amigas,
Da bagunça no quarto,
As bonecas vestidas,
Perfeitas,
Eram barbies.
Teve vontade de chorar,
Aquele tempo jamais iria voltar.
O tempo da diversão,
Dos pés sujos,
Das brincadeiras nas ruas.
Segurou as lágrimas
Com saudade
Percebendo que a melhor coisa
Do mundo
Era ser criança.
Engraçado, pensou ela
Crianças querem crescer,
E adultos querem ser crianças.
Então deixou o corredor das bonecas,
Pensando,
Com saudade
Do tempo,
Dos velhos momentos. 
 

Raphaela Barreto
 
 

4 comentários:

  1. Eu tenho sorte
    que de um acidente
    de trabalho
    poucas recordações ficaram e penitente
    de poucos momentos e contratempos…

    E sim acredito no exposto com Parabéns-.`)

    Beijinhos e boa Semana -_`)

    ResponderExcluir
  2. Lindo!...Como é bom lembrar o tempo de criança.
    Tenha un ótima semana.
    Élys.

    ResponderExcluir
  3. Raphaela,

    Expressaste muito bem, e com teu toque pessoal, o sentimento humano da saudade. Manuel Bandeira disse em um poema que saudade é melhor que alegria, pois saudade é a alegria que ficou.
    Já o agora é instantâneo, não o podemos reter, e assim vamos perdendo-o enquanto temos saudade do passado, e ansiedade pelo futuro.
    Canção: https://www.youtube.com/watch?v=vim1RMnsGxE

    ResponderExcluir