segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Nada se cria, tudo se copia.



“[...] – Os halos, como grande parte da simbologia Cristã, foram tirados da antiga religião egípcia baseada na adoração ao Sol. O cristianismo está cheio de manifestações de adoração ao Sol.
 - Desculpe [...], mas vou sempre à igreja e não costumo ver tanta adoração ao Sol assim!
 - É mesmo? O que você comemora no dia 25 de dezembro?
 - O Natal, O Nascimento de Jesus Cristo.
 - No entanto, de acordo com a Bíblia, Cristo nasceu em março. Por que então, se comemora a data no final de dezembro?
Silêncio.
 - O dia 25 de dezembro, meus amigos, é o dia da antiga festa pagã do sol invictus, o Sol Invicto, que coincidia com o solstício de inverno. É aquela maravilhosa fase do ano em que o sol retorna e os dias começas a ficar mais longos outra vez. [...] As religiões vitoriosas costumam adotas as festas já existentes parar tornar a conversão menos chocante. Chama-se a isto transmutação. Ajuda as pessoas a se acostumarem com a nova fé. Os devotos mantêm as mesmas datas santas, rezam nos mesmos locais sagrados, usam uma simbologia semelhante e apenas substituem o deus anterior por outro diferente.
A essa altura, a moça da frente estava furiosa.
 - O senhor está insinuando que o cristianismo não passa de uma espécie de adoração ao Sol em outra embalagem!
 - De jeito nenhum. O cristianismo não tomou elementos emprestados somente da adoração do Sol. O ritual da canonização cristã foi tirado do antigo rito de deificação de Euheremus. A prática de “comer Deus”, ou, a Santa Comunhão, foi copiada dos astecas. Até o conceito de Cristo morrer por nossos pecados pode-se dizer que não é exclusivamente cristão: o auto sacrifício de um rapaz para absolver os pecados de seu povo aparece nos registros das mais remotas tradições associadas a Quetzalcoatl. [...].
 - Espere ai – disse Hizrot – Existe uma coisa cristã que é original. A nossa imagem de Deus é original, não é?
 - Quando os primeiros cristãos convertidos abandonaram suas divindades anteriores, como os deus pagãos, os deus romanos, os deus gregos, o Sol, Mitra ou o que seja, eles perguntaram à igreja com quem se parecia o seu deus cristão. Sabiamente, a Igreja escolheu o mais temido, o mais poderoso e aquele cuja aparência era a mais conhecida que se tinha notícia.
 Hitzrot arriscou, cético:
 - Um velho com uma barba branca? [...]
 - Zeus não lhe parece familiar?”

Anjos e Demônios – Dan Brown
Ok, eu sei que parece um pouco pesado, mas pesquisem algumas palavras chaves e vão se surpreender com as respostas.

De forma nenhuma estou criticando o Cristianismo, pois também faço parte dele. Mas existem muitas coisas ainda que não entendemos, ou que não nos foram reveladas. 

9 comentários:

  1. Hé hé hé hé
    uma boa tirada Teológica... Há há há há
    que o Menino`, Jesus, era uma pessoa de sorriso aberto
    nada encoberto
    alegre... ~_``````

    (Nem digo mais que ainda firo alguns ancestrais)

    Beijinhos e um feliz e belo dia.

    ResponderExcluir
  2. Sim, há curiosidades na Religião.
    No Egito antigo também havia um deus que ressuscitava, e uma virgem que dava à luz um deus. Na Índia há muitos deuses, um dos principais é Shiva, com característica que o aproximam de Cristo.
    O próprio filósofo Sócrates tem semelhança com Cristo: 1) os dois não deixaram nada escrito; 2) os dois fizeram discípulos; 3) os dois foram condenados à morte por conta de seus ensinamentos; 4) os dois construíram uma escala de valores que dava preferência ao espiritual; 5) Sócrates dividiu a História da Filosofia entre os pré-socráticos e os pós-socráticos, Cristo dividiu a História em antes e depois de Cristo; 6) os dois criam em um só Deus.

    BjóKawanami

    ResponderExcluir
  3. Hi Your Blog is Very Cute That's Why I Now Follow It Through Gfc! Do you want to return the registration? The gfc bar, on my blog, is on the right by scratching the Blog! I look forward to welcoming you from Italy! http://casaninnamamma.blogspot.it

    ResponderExcluir
  4. Saudades...
    Passando para ler o que perde em dias...
    Ainda lendo esse texto!

    Eu comecei a ler o livro "Anjos e demônios" parei, mas preciso terminar.

    ResponderExcluir
  5. É, já li sobre certos mistérios da Igreja Católica... Seria bom se não houvessem mistérios, tudo bem entendidinho, mas...
    Gostei, Rapha!!!
    Beijinho

    ResponderExcluir
  6. O Anjos e Demónios foi uma leitura interessante que fiz e que tem vários pontos de discussão que merecem ser discutidos. Gostei imenso da citação que aqui partilhas, o mundo é todo ele uma cópia, sempre com a mesma imagem, apenas prespectivas diferentes...

    http://ummarderecordacoes.blogs.sapo.pt

    ResponderExcluir
  7. hahahaha adorei! Eu vivo falando coisas assim pra minha mãe e ela não acredita, mas a verdade é essa do título do post!
    Um beijão,
    Gabs | likegabs.blogspot.com ❥

    ResponderExcluir
  8. Bom e feliz Natal
    em Paz e harmonia

    Beijinhos de aqui dos Calhaus frios da Serra ~_````

    ResponderExcluir