quinta-feira, 29 de março de 2012

os "eus" transitórios do mundo

 
Guardei tantas coisas, na verdade todos guardamos, por um momento como estava conversando com uma grande amiga minha, quando somos pequenos achamos que ao crescermos nos amadurecemos, que vamos mudar. De certa forma amadurecemos, não batemos mais o pé, não choramos por não conseguir algo, no máximo tentamos, e as vezes a pessoas que nem tentam, eu tento. Acredito. Mas amadurecemos, aprendemos a se levantar diante de um grande tombo.

A questão é, não mudamos, nós continuamos sempre os mesmos, somos formados a partir disso e continuaremos sendo isso, mudamos algumas opiniões sobre as pessoas, mudamos alguns conceitos sobre nosso modo de ser, mas não de viver, não de sentir, guardei a caixa, eu sei que mudei. Eu sei que cresci. Mas ainda sou aquela garotinha, ainda sou aquela sonhadora, amante das palavras, dos livros, ainda sou eu. Continuaremos sempre sendo nós, continuaremos sempre sendo uma parte nossa transitória nesse mundo gigantesco.
 
Autoria de Karine Cassol,
do blog Dreamer
Eu amei esse texto, de certa forma me descreve também.

Nenhum comentário:

Postar um comentário