domingo, 9 de outubro de 2011

La Tour Eiffel


Estava eu e mais três amigas minhas, entramos na fila, e ficamos conversando de boa. E a cada minuto que passava chegávamos mais perto da nossa vez. Uma hora e meia na fila, mas valeu a pena. Quando chegou nossa vez, fomos correndo sentar, respirei fundo e prendi a trava de segurança, agora não tinha mais volta. E enquanto aquele brinquedo subia eu me perguntava: Por que diabos eu tinha sentado no brinquedo? O que me deu na cabeça em querer vir nisso? E quando eu pensei que o brinquedo já estava chegando no topo, olho para cima e vejo que ainda falta metade. Meu coração está acelerado, minha respiração razoavelmente desregular e minhas mãos não param de tremer. A vista é, sem duvida alguma, maravilhosa. E finalmente chego lá em cima. Dou uma ultima olhada na paisagem e fecho meus olhos e seguro com todas as forças no colete e de repente ele despenca. Uma altura de 70 metros há 85km/h em apenas 4 segundos. Nem tempo de gritar dá, e quando você for ver, já chegou lá embaixo de novo. Foi bom, sensacional, maravilhoso, e logo quero ir de novo no La Tour Eiffel.

2 comentários:

  1. a gnt foooi niisso *o*, somos mt corajosas fala ae KKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    ResponderExcluir
  2. ooooh muito KKK , fomos morrendo mas fomos Dani KK

    ResponderExcluir