domingo, 4 de setembro de 2011

Eclipse


Coisas demais me acontecem e palavras me faltam. Ultimamento cada hora estou de um jeito, com um sentimento diferente. Há um eclipse dentro de mim difícil de ser explicado. 
Amigos, vejo agora que tenho poucos, conto nos dedos até, apenas três, e esses três que tenho estão sempre me ajudando, dando conselhos, oferecendo um ombro amigo e abraços. 
Tempo me falta para tudo, para escrever, postar, ler, conversar, sair e até dormir creio. Mas vou me acostumando. Afinal tenho que crescer, amadurecer mais para logo fazer parte da floresta de pedra, do mundo dos adultos. Só espero que quando eu for adulta, lembre-me de como é ser criança, adolescente, de como é se preocupar com coisas banais e rir de qualquer piada. Espero nunca esquecer quem eu sou realmente nesse mundo que está cada vez pior. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário