sábado, 9 de agosto de 2014

Mudando o rumo


Maria estava trêmula enquanto fazia aquilo pela terceira vez, seu namorado havia pedido, ele queria ver com os próprios olhos o resultado. Maria saiu do banheiro e entregou à Henrique aquilo que confirmaria a mudança definitiva da vida dos dois, desabando na cama em seguida - ela não sabia o que aconteceria a partir dali. Henrique assumiu uma expressão mais séria e de preocupação. Ele olhou para ela, Maria estava se controlando para não chorar, ela já havia surtado o suficiente nesta ultima semana. Os dois namoravam há dois anos, ela tinha 20 anos e ele vinte e dois, eram novos demais. Henrique foi até ela e abraçou-a, "vai ficar tudo bem" sussurrou em seu ouvido, mas a verdade era que ele também estava com medo. "Como vamos contar para os nossos pais? Vão nos matar..." disse ela derrubando as primeiras lágrimas."Vamos dar um jeito, você e eu, juntos". Os dois se apertaram mais na pequena cama, um peso enorme havia caído em cima deles, responsabilidades aumentariam e dois futuros seriam modificados. Henrique olhou ainda uma ultima vez para o teste de gravidez, positivo, Maria tinha um filho seu no ventre, é, ele seria pai. 

Raphaela Barreto
P.S: Um feliz dia dos pais!

5 comentários:

  1. Responsabilidades acrescidas
    que valerão a pena enfrentar, a três...~_

    xoxo de aqui dos calhaus da Serra e um radioso dia também

    ResponderExcluir
  2. Raphaela,

    Agora a Maria e seu namorado terão de cuidar bem da criança, com responsabilidade daqui em diante.
    Em tempos de destruição do meio-ambiente, o planejamento familiar é necessário, na minha opinião. Pois, quanto mais gente, mais sofre a Natureza.

    :)
    Marcos

    ResponderExcluir
  3. Um texto com uma forte intensidade, gostei muito. Gostava de ver uma continuação :)

    http://ummarderecordacoes.blogs.sapo.pt/

    ResponderExcluir
  4. Uma linda homenagem para o dia dos pais, definitivamente! Afinal, não são só as mães que sofrem as emoções de ter um filho.

    Abraços

    ResponderExcluir