quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Livro


Na vida tudo acontece por uma razão. Tudo tem um motivo e um proposito. Clichê, não? Mas é verdade. Tudo o que vivemos, todas as experiencias, as memorias, os acontecimentos, tudo... servem pra alguma coisa. A vida é como um grande livro, em que nós não temos tempo de escrever o roteiro ou pensar num rascunho - tudo acontece devastadoramente rápido que as vezes até nos deixa letárgicos. Mas seja qual for sua história, tem que fazer valer a pena a leitura. 

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Louca


Sou um tipo raro de pessoa. Daquelas que ainda acredita nos outros e confia. Que vai sempre oferecer um ombro amigo e um abraço forte e acolhedor. Que vai tentar fazer você rir até sua barriga doer quando estiver triste. Que vai sorrir o dia inteiro e mostrar que tudo está bem. Que vai criar expectativas e continuar com esperanças quando tudo o mais parece que está errado. Que vai ser forte sempre e sempre. É, sou esse tipo de pessoa. Uma pessoa que acha que não há causa perdida enquanto houver um único louco para lutar por ela. E eu geralmente sou essa louca.

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Dançar


Uma espiada de leve na plateia - quanta gente! Agora é a hora de mostrar tudo aquilo que aprendemos e ensaiamos durante 6 meses. É hora de mostrar o que somos capazes de fazer. Respiração acelera e o coração dispara. É hora de entrar no palco. Sorriso no rosto, música na alma, e os pés transformando cada sentimendo em dança. É maravilhoso estar ali em cima, sob os holofotes, sentindo cada par de olho olhar para você. A música termina e corremos para a coxia, sorrindo uma para outra, com a sensação de missão cumprida. Conseguimos. E todos os ensaios árduos, as dores, os xingos e o cansaço, não importam mais. Não nesse momento. Estar no palco é recompensador. Te dá mais energia. Te deixa mais forte. Mais experiente. Te faz sentir mais viva.

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Protagonista


Nostalgia – gosto desta palavra. Gosto de lembrar o passado e ver como as coisas eram. Como eu era. Como nós éramos. Tanta coisa mudou. Eu mudei. Você mudou. Minha forma de pensar já não é a mesma, minhas atitudes não são de criança e minhas responsabilidades aumentaram. Às vezes penso na possibilidade de desistir de tudo, mas não estou aqui para ficar no chão. Quero um dia olhar para trás e poder ver o quanto cresci e aprendi – como às vezes faço hoje. Quero poder brilhar, sorrir e chorar, como num espetáculo. Quero poder sentir cada pedaço da musica entrando em meu corpo e fazendo minha alma dançar, e se eu esquecer os passos, é só sorrir e fazer uma pose, improvisar. Porque a vida não passa de uma peça de teatro, mas que não temos a oportunidade de ensaiar, só de refletir sobre os atos feitos. A frase é clichê, mas vou usa-la, não assista sua história da plateia, seja protagonista dela.

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Inesquecivel



À três semanas de acabar dezembro e duas para acabar o mundo, digo que esse ano passou realmente rápido. Tanta coisa aconteceu e tanta coisa mudou. Digo notavelmente que não sou a mesma que era no dia 01 de janeiro deste ano, tampouco sou a mesma de 06 meses atrás. Amadureci, cresci e acho que consegui ficar um pouco mais idiota ainda (no bom sentido, claro). Vivi tantos momentos e muito deles inesquecíveis, conheci novas pessoas, conheci pessoas maravilhosas, me apaixonei, sorri, chorei, cantei, me diverti e enchi a paciência de muita gente – e muita gente encheu minha paciência também. E cá estamos nós no finalzinho de mais um ano. Sou grata por estar viva e por ter ao meu lado pessoas que amo. Desejo a todos ótimas festas, e que todos estejam juntos ano que vem. E que 2013, seja inesquecível.

P.S: Eu não acredito que o mundo irá acabar dia 21/12.

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Love


Lembro como tudo começou. Das músicas, das risadas, dos sorrisos, da timidez, dos olhares... Surgindo aos poucos e se tornando algo grande – pelo menos pra mim. E se me perguntarem onde eu estava há exatamente 04 meses atrás, eu saberia responder com precisão, pois lembro-me de todos os momentos passados ao seu lado. E fico aqui imaginando mais quantos momentos estão por vir – espero que sejam muitos ainda. Obrigada. Obrigada por me fazer feliz e por me aceitar do jeito que sou. E que seja bom, verdadeiro e maravilhoso enquanto dure. E que dure.