sexta-feira, 31 de agosto de 2012

A melhor parte de mim


 Sou forte. Meio doce e meio ácida. Em alguns dias acho que sou fraca. E boba. Preciso de um lugar onde enfiar a cara pra esconder as lágrimas. Aí penso que não sou tão forte assim e começo a olhar pra mim. Sou forte sim, mas também choro. Sou gente. Sou humana. Sou manhosa. Sou assim. Quero que as coisas aconteçam já, logo, de uma vez. Quero que meus erros não me impeçam de continuar olhando para a frente. E quero continuar errando, pois jamais serei perfeita (ainda bem!). Tampouco quero ser comum e normal. Quero ser simplesmente eu. Quero rir, sorrir e chorar. Sentir friozinho na barriga, nó no peito, tremedeira nas pernas. Sentir que as coisas funcionam e que tenho que trocar de jeito quando insisto em algo que não dá resultado. Quero aprender e, ainda assim, continuar criança. Ficar no sol e sentir o vento gelado no nariz. Quero sentir cheiro de grama cortada e café passado. Cheiro de chuva, de flor, cheiro de vida. Aprecio as coisas simples e quero continuar descomplicando o que parece complicado. Se der pra resolver, vamos lá! Se não dá, deixa pra lá. A vida não é complicada e nem difícil, tudo depende de como a gente encara e se impõe. Quero ser eu, com minha cara azeda e absurdamente açucarada. Não quero saber tudo e nem ser racional. Quero continuar mantendo o meu cérebro no lugar onde ele se encontra: meu coração. E essa é a melhor parte de mim.

Texto do blog Coisas que eu sei, da Chris Macêdo.
Amei o texto, otimo gosto.
Parabéns.

terça-feira, 28 de agosto de 2012

Amor



O amor não vive de teorias, o amor tem que ser dito, mais que isso, tem que ser demonstrado. Mas só o amor não basta, acredito que para um relacionamento dar certo, além do amor, é necessário a combinação de 4 outros sentimentos: amizade, respeito, fidelidade e confiança. Amizade, porque um casal antes de tudo tem que ser amigos, ter cumplicidade, ter companheirismo, ter intimidade pra falar sobre todos os assuntos, ter uma boa conversa é essencial, saber falar e ouvir o outro, afinal, é conversando que a gente se entende. Respeito, porque respeito é bom e todo mundo gosta, é clichê eu sei, mas é a mais pura verdade, tem que ter admiração pelo o que a outra pessoa é, respeitar, aceitar e entender que todo mundo tem suas diferenças e seus defeitos. Fidelidade é essencial, nenhum relacionamento sobrevive à traições, não me refiro à apenas "traições sexuais", beijar ou transar com outra pessoa, existe outras formas de traições, enganar e mentir é uma delas, ser fiel é questão de caráter, e caráter você tem, ou não. E por último confiança, afinal, não adianta nada você ser completamente fiel, se a outra pessoa não confia, não acredita em você. Confiar pra contar segredos, confiar pra pedir ajuda, confiar pra deixar a pessoa livre, sem medos, sem receios. O amor por si só não basta, ele precisa de algo à mais, uma base pra sustentá-lo, uma segurança extra, da mesma forma que falar apenas não basta, o amor não sobrevive à teorias, o amor tem que ser provado na prática, quando a outra pessoa sabe que é amada porque você fala, e sente-se amada porque você demonstra. Amar não é fácil, mas ser amável é bem mais difícil. Ainda acredito que exista amores eternos, desses que o tempo não apaga, não separa, não destrói, mas para isso ambas as partes tem que ter maturidade o suficiente pra saber que dias ruins sempre virão, e que não vale à pena sacrificar todos os momentos bons por causa de uma crise, brigas fazem parte do relacionamento; que sinceridade é essencial e que uma boa conversa às vezes ajuda muito; que sexo é bom, mas não é tudo em uma relação, não dá pra resolver todos os problemas indo pra cama, amor nem sempre é jogo de sedução; mas principalmente a pessoa tem que querer ficar, sem medos, sem bloqueios, sem armaduras, tem que querer ficar mesmo com brigas, com diferenças, com falta de dinheiro, tem que querer ficar e aguentar o tranco, segurar firme a barra e nunca pensar em desistir e ir embora, tem que querer ficar porque o amor é mais forte que tudo isso, porque os momentos bons compensam as fases ruins, porque sabe que amar não é fácil, e mesmo assim é a melhor coisa que podia ter acontecido na sua vida.

Texto da Amanda Sanches, do blog O amor há de vencer.
Uma palavra para esse texto: Perfeito. O amor é tudo isso, não é baseado em teoria,
tão pouco fácil, mas é a melhor coisa que se pode acontecer com alguém.





domingo, 26 de agosto de 2012

Recomeço


Começando a caminhar num caminho totalmente contraditório ao que eu acreditava piamente a umas semanas, nunca achei algo do tipo possível, mas cá estou eu, engolindo o orgulho e admitindo. 
Pulei a parte de mim, e vivi completamente a parte que cabe um ao outro, estava numa via de mão dupla coordenada por um único ser, mas que agora, ao que tudo indica está sendo melhor administrada, já que apareceu um certo alguém aparentemente disposto a me ajudar. 
Estou confusa e com a andança dessa carruagem, que antes vinha acompanhada de um véu branco e hoje é coberta pelo recomeço mais incerto que já pude imaginar, a dor se foi, o medo também, só existe o incerto que já pude imaginar, a dor se foi, o medo também, só existe o vazio de tentar recomeçar algo que nunca deveria ter sequer cogitado acabar!
Enfim, estou mais uma vez recomeçando, e que Deus me acompanhe, e acompanhe qualquer um que esteja precisando de mais pensamentos positivos, mais energia boa, mais vontade de viver, vou com tudo agora!

Texto da Beatriz Elisa do blog Etc e Tal...
Todos nós mudamos de caminho, encerramos alguns, começamos outros. 
A vida é assim mesmo, sempre surpreendendo a gente e colocando a gente em lugares
que jamais imaginamos estar. 


terça-feira, 21 de agosto de 2012

Belos Horizontes




Me guardo em caracóis,
No interior de uma casca bonita.
Dentro uma saudade, uma lágrima,
Um sorriso teu.
Pensamento confuso,
Marcas do nosso inverno.
Satisfação em me reconstruir,
Me refaço e sem ter conhecimento, ouço a tua voz...
Inventando uma direção,
Que não seja tão distante do meu trilho.
Caminhando pelos belos horizontes,
Sinto-me ao teu lado.
E o brilho que ilumina cada vez mais o escuro,
Persiste atentamente quando necessário;
Aguardando sem pressa o embalo do encontro 'eterno'...
Te esperando.
A distância.
Ao que se parece escuro.
Aos sentimentos.

Poema da Tatiane Salles do blog: "Só Para Dizer..."
Maravilhoso este poema, gostaria de ter esse talento de escrever tais coisas.
Parabéns.

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Um viajante solitário



Uma carta e um baralho
meu cavalo e a saudade
são as minhas únicas companhias.
Para trás deixei um amor
e senti muita dor
mas a falta do seu calor
ainda esta no meu pensamento.
Mas sei que ela me espera
sempre olhando para o horizonte
esperando com muita ânsia
a minha chegada.
Sou um viajante solitário
que fugiu da cidade
por não ser entendido
pelas pessoas ditas civilizadas.
Um poeta, um ser triste
um homem que não desiste
de impor seu pensamento
duvidas e tormentos.
Mas um dia eu vou voltar
e lutar pelo que é meu
um dia todos irão aceitar
esse dom que Deus me deu.
Neste dia então
eu olharei para o céu
rezarei um pai nosso
lembrarei que eu fui
um viajante solitário
e direi
- obrigado meu Deus!

Somos todos viajantes de uma jornada cósmica – poeira de estrelas, girando e dançando nos torvelinhos e redemoinhos do infinito: a vida é eterna. Mas suas expressões são efêmeras, momentâneas, transitórias. Gautama Buda disse certa vez: "Nossa existência é transitória como as nuvens do outono. Observar o nascimento e a morte do ser é como olhar os movimentos da dança. Uma vida é como o brilho de um relâmpago no céu, levada pela torrente montanha abaixo." Nós paramos um instante para encontrar o outro para nos conhecermos, para amar e compartilhar. É um momento precioso, mas transitório. Um pequeno parêntese na eternidade. Se partilhamos carinho, sinceridade, amor, criamos abundância e alegria para todos. Esse momento de amor é eterno.

Texto de Pedro Manuchelli.
Sim, somos todos viajantes nesse mundo - uns com a bagagem grande,
outros nem tanto. Está lindo o poema e o texto também.
Parabéns. 

domingo, 19 de agosto de 2012

Juiz


É fácil tirar conclusões, achar que não tá bom, fazer mau juízo, apontar o dedo e não estender a mão minuciosamente. O difícil de tudo isso é saber se pôr no lugar, ser humano ao invés de ser juiz.

Texto da Kamila Behling do blog
Perfeito esse pequeno texto. Temos que ser humanos e não juizes.

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Te vestir. Não te avistar.



Olha, eu tenho vivido dias revirados só porque ás vezes, quando esfria, eu sinto sua falta. E esses dias revirados têm sido puro inverno. Engraçado como a melancolia vem junto com o vento. Entrei no clima do revira-volta, revirei o ármario, a agenda, a gaveta fui me agasalhar do frio, e me vesti de você! INFERNO! Até escutei sua voz falando baixinho, que essa seria uma boa rima. Inverno - inferno, que agora tem o mesmo endereço. Até pensei no seu sorriso bobo quando eu chegasse pra contar que em cada linha desse texto eu parei pra olhar o visor do celular imaginando uma nova mensagem!
Eu te vesti quando fui pro sofá liguei o dvd e não quis ver um drama, escolhi um romance desses mal produzidos, mal legendados e com fim sempre tão igual. Então o seu eu que agora estava em mim, me dizia que nosso fim seria diferente, que nosso filme era gravado no olhar um do outro, sem flash, sem platéia, sem rodeios!
Dormi no sofá. Acordei com sua voz que me chavamava só em mente, me pedindo baixinho pra não me despir de você, porque no frio a casa é grande demais pra andar com a alma nua! Qualquer acordo bobo que a melancolia fizer com o vento, pronto. Resfriado ataca a alma. Congela o pensamento. E deixa a gente por dias deitada na cama chorando com a trilha da novela. E por isso eu me vesti ainda mais de você.
Dormi bem com o abraço que você dava na minha alma, que era feito pelos meus próprios braços. E sonhei outra vez que tua alma ocupava espaço na minha casa, e minha casa era o que batia em seu peito. Acordei outra vez com sua voz me chamando baixinho, num timbre que só você alcança, e então fui tratar de ser o eu que só você tem.
Preparei o café forte, montei mesa pra dois e você me acompanhou. Dois copos na mesa, dois lugares, dois pratos, dois croassaint , e um corpo. Bebi duas doses de café, bebi no teu copo, te vesti no meu corpo, e me alegrei em mim. Olhei pela vidraça e o inverno de ontem tinha ido embora e achei que era hora de você ir também. E você disse baixinho que podia ficar mais, que queria ficar mais, e que a gente valia mais. E te vesti outra vez.
Te vesti quando fui até a varanda só pra ver a gente sentados na escada, ouvindo a musica que era mais minha do que sua, mas a gente dizia que era nossa! Te vesti quando tocou o telefone eu atendi e disse que não estava, porque quando estou contigo não estou pra ninguém, não estou pra nada.
E tua veste me fez companhia por tantos dias, que estavam só por fazer. E a casa foi mais quente, a mesa mais bem posta, os filmes mais inusitados, a varanda mais querida, e eu tão mais amada! E você passou a ser minha roupa favorita, te vestia pra ir à feira, te vestia pra ir a festa, te vestia pra dormir.
E te vesti tantas outras vezes, te vesti sempre, te vesti de novo. E dizia que era sempre a ultima vez, porque morrer de frio é doloroso, e doloroso foi quando eu vi que de tanto te vestir estava por morrer de amor! E morri outra vez!
Morri de amores, morri de dores, morri só por morrer. Não, não estou dizendo que te vestir tenha sido ruim, me vestir de você era maravilhoso. Ruim era quando eu lembrava que só te vestia e não te avistava em canto nenhum. E foi então que fechei a vidraça, porque o inverno chegava outra vez.



Texto da Tainá Oliveira, do blog Venenos e Maças.
O texto está otimo, a forma escrita também e o contexto do texto maravilhoso.
Parabéns.

domingo, 12 de agosto de 2012

Agosto


E comecemos agosto com o pé direito, por favor. São apenas 31 dias, como de outros meses por ai, mas de alguma maneira desconhecida e com a ausência de feriados, esses dias se tornam o dobro. Vamos passar esses dias sem tanta preocupação, com mais sonhos do que noites mal dormidas, com dias recordáveis no lugar de dias ruins. Talvez passe rápido pra você ou pra mim, mas só talvez. Não podemos esquecer que após agosto, os meses não passam rápido, eles simplesmente voam, como águias poderosas no imenso céu infinito. Que tudo fique bem, ao menos na medida do possível. E que esse tempo só traga alegria a todos. Bem vindo Agosto!
Texto da Amanda Perrone, do blog Tudo Junto & Misturado.
E comecemos agosto com o pé direito, e que façamos esse mês valer a pena.
Bem vindo Agosto e parabéns a Amanda pelo texto maravilhoso.

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Aniversário



A hora do bolo
é uma carnificina: os dentes
brancos pretos amarelos
me dilaceram, sem pena...
e sentem pena, depois...

Junto com o bolo
engulo o amor, o terror
e a paz... Junto com o bolo
de chocolate (meio) amargo
engulo a verdade
abafada... Junto com o bolo
me divido, me reparto e parto...
e em cada pratinho de plástico
alguém, em silêncio, me devora...

(Ai Deus...
Não tenho mais onde me sentar...
em cada banco já há
um casal que se ama...)

O domingo é pálido
mas não deixa de ser
um lindo domingo em família...

Poema do André Foltran, do blog Caderno
Esse poema foi feito por ele ao completar 1 ano de blog, 
e quando sua avó fez  67. Parabéns


domingo, 5 de agosto de 2012

A lua e eu


Grandes amigas, aliadas...Sabe aqueles dias de pura nostalgia? Então acontece com todo mundo, inclusive comigo. Corro pra lua, conto pra ela meus segredos, paro no tempo, caio na caixa das lembranças, ás vezes algumas lágrimas rolam, ás vezes sorrisos surgem espontaneamente, ás vezes queria ser estrela...a lua e eu tão parecidas, tão diferentes, ás vezes queria ser nuvem, a lua e eu tão calmas, tão secretas, ás vezes queria ser a própria lua.

Texto da Izadora Santana, do blog Vontades e Verdades.
Escolhi esse texto, pois todos nós ás vezes olhamos para lua,
e ficamos pensando nas coisas, na vida e bate aquela velha nostalgia. 
 

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Vontades

 
Esse meu gênio inquieto
Deixa-me fascinada por tuas manias
Essa agressividade louca
de gostar de frases de efeito
me alucina.
Curiosa por ouvir-te
fico insaciável.
Surpreende? Surpreendo!
Atração pela força do pensamento.
Querer desvendar seus mistérios
entrar nas entrelinhas de tuas memórias
Me prende. Me apreende.
Tudo me atrai pra você
Então lembro:
São apenas vontades
 Poema da Sueli Rodrigues, do blog:
Todos pensam assim pelo menos umas vez na vida,
e como sempre, são apenas vontades - mas cabe a nós tornar realidade.

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Milagre


"O milagre acontece primeiro dentro nós."

Frase da Bell do Meus Segredos
Escolhi essa frase, por  ser verdade tais palavras.
Parabéns. 

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Enquadramento


Eu preciso de um jeans, casaco e mochila! Estrada, passagem – Saída! Porque ando mesmo sem muito peso, sem muita confiança, sem muito medo... Ando mesmo porque incomoda esse sentimento parado. Eu preciso de um closer, de uma película e de novos óculos! Porque ando mesmo sem muito foco, sem muito enquadramento, sem muita atenção!

Texto da Maria Clara do blog:
Eu adorei esse pequeno texto, chega uma hora que todos precisam
de uma mochila e uma passagem, uma saída, seja para qualquer lugar. Parabéns.