quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

2012



Na noite do dia 31, vou olhar para o céu e me lembrar de tudo que vivi nesse ano: as mágoas, os sorrisos, as lágrimas, as decepções, as burradas, as idiotices, as alegrias, as surpresas, as histórias, os amigos que fiz e os que perdi, os momentos bons e os ruins. E não vou me arrepender de nada. Pois foram todos esses momentos que fizeram com que esse ano valesse a pena.

sábado, 24 de dezembro de 2011

Feliz Natal !


FELIZ NATAL!

Natal.


Casas enfeitadas, famílias reunidas e crianças felizes. Mais uma vez chegou o natal. Mesas fartas de comida e todos alegres. Quase todos. Este ano faço um pedido especial ao papai noel: ajude os pobres e menos desafortunados. As crianças sem um lar certo. Os animais na rua. Dê algum tipo de presente a eles, traga um pouco de felicidade e não deixe eles excluídos desta data. Faço esse pedido ao papai noel, que na verdade não passa de um homem fantasiado. Então meu pedido vai para os homens, que lembrem-se de que o Natal não é apenas uma data comemorativa feita para comer, beber e ficar acordado até tarde, e sim uma data em que se deve ter amor, compartilhar o que tem, pensar no próximo e ajuda-lo, agradecer e retribuir, dar esperança e ter esperança. Desejo a todos um Feliz Natal. 

sábado, 17 de dezembro de 2011

Viver.


Que as pessoas saibam falar, calar e acima de tudo ouvir. Que tenham amor ou então sintam falta de tê-lo. Que tenham ideal e medo de perdê-lo. Que ame o próximo e respeitem sua dor para que tenhamos certeza de que viver vale a pena... A vida tem prazo de validade, por isso perdoe rapidamente, beije demoradamente, ame verdadeiramente, ria incontrolavelmente. Nunca deixe  de vibrar por mais simples que seja o motivo. 

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Dezembro de 2011


Esperar. Coração a mil. Movimentos na coxia. A luz se apaga e logo acende. A musica começa a tocar: hora de entrar no palco. Respiração acelerada, coração "saindo pela boca" e o máximo de concentração. Agora não é hora de errar. Deixo a musica me levar, movimentos leves e precisos. Sorriso no rosto. Logo fico mais calma, é tão bom estar ali no palco. A musica vai acabando, a luz se apagando e finalmente: aplausos. Missão cumprida. Na coxia, todos sorriem um para o outro, querendo dançar novamente. E assim foram minhas noites, onze e doze de dezembro, de 2011.

P.S: eu não danço de ponta.

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Te amo.


Esta noite, eu queria estar ai contigo. Te abraçar e dizer que tudo vai ficar bem. Fazer você desabafar, colocar pra fora tudo o que está preso dentro de você. Secar suas lagrimas e amenizar sua dor. Ficar ai contigo, como se não houvesse o amanhã. Fazer você respirar fundo, te reconfortar. Eu sei que essa noite não vai ser fácil. Mas calma que tudo se ajeita, tudo se encaixa. E depois, iria fazer carinho em você, até você dormir. Até você adentrar no inconsciente e esquecer a dor. Se desligar do mundo real. Só queria dizer que tudo vai ficar bem, ta? E que... te amo.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Ferias


"São três meses de ferias que passam de pressa, curtir é a prioridade. Temos que aproveitar bem então vamos nessa, mas tem que rolar novidade [...]" - Phineas e Ferb

Ah, como eu queria poder acordar tarde, tomar café e ir para casa de alguma amiga minha brincar. Trocar de roupa as bonecas, fazer vários penteados. Ficar até tarde em frente de casa com a turma brincando de bola, pulando corda, pega-pega, esconde-esconde, até ouvir minha mãe gritar que está escurecendo e que é para mim entrar. Seria tão bom. Seria. Agora minhas férias se resumem em trabalho e o mais divertido que chega é: livros, casa das amigas no final de semana ou algum rolê á noite. Não que isso seja legal, porque é, mas sinto saudades do tempo em que minha unica preocupação era olhar para os dois lados da rua para ver se não vinha carro para eu ir pegar a bola que estava no meio da rua.